Mau hálito no cachorro? 6 dicas de como tratar o problema. - docg.

Mau hálito no cachorro? 6 dicas de como tratar o problema.

O mau hálito no cachorro  pode ser bastante comum, mas isso é um indício de que existe algum problema com o animal. A causa da halitose pode sinalizar a presença de bactérias na cavidade bucal do pet,  ou até  mesmo, doenças renais e diabetes.

Por isso, para tratar a halitose, uma consulta veterinária é recomendada, para que o profissional possa examinar o cão e tomar as devidas providências. Na maioria dos casos, a falta de higienização dos dentes do cachorro é a principal fonte do problema, o que pode resultar na formação de tártaro, entre outras consequências mais sérias.

Neste post, você vai conhecer algumas dicas de como tratar a questão de mau hálito no cachorro. Continue a leitura e confira!

Conheça as principais causas de mau hálito no cachorro

A halitose pode ser causada por diversos fatores e algumas doenças mais sérias não estão descartadas, como problemas digestivos, diabetes e problemas renais. O veterinário saberá diagnosticar a enfermidade — avaliando, a princípio, se o caso está relacionado a fatores mais simples.

Sendo assim, a investigação torna-se extremamente necessária. Questões mais banais são, normalmente, as mais responsáveis por causar o mau hálito em cães, como a placa bacteriana, a presença de tártaro e a gengivite. Elas acontecem, essencialmente, devido à falta de higienização, que é um problema bem mais fácil de ser resolvido — e que pode ser solucionado com a escovação frequente.

Confira outras causas do mau hálito em cães:

  • diabetes: se o hálito de seu cão tiver um cheiro adocicado, ele pode estar com diabetes e é prudente marcar uma consulta com o veterinário para fazer exames de rotina. Trata-se de uma enfermidade séria que merece atenção, mas é tratável;
  • doença renal: um cheiro de urina na respiração do cão pode ser um alerta para doença renal. Convém buscar a opinião de um veterinário para um diagnóstico preciso;
  • doença hepática: se seu cão tem halitose, vomita com frequência e tem falta de apetite, é necessário levá-lo urgentemente para fazer uma consulta médica.

De acordo com os veterinários, doenças dentárias são mais comuns em cães acima de 3 anos de idade. Quer saber como evitar que esse tipo de problema aconteça com o seu cão? Fique atento a este post e confira as dicas abaixo!

1. Habitue seu pet à higienização dental para tratar cachorro com mau hálito

É importante que você acostume seu cão desde filhote à escovação dental diária — isso é mais fácil do que acostumar o pet quando ele já é adulto. Uma forma fácil de acostumá-lo a se comportar bem durante esse momento é recompensá-lo de alguma forma, seja por meio de alguma comidinha, seja oferecendo a ele algum brinquedo.

Na verdade, esse costume vai prevenir que as bactérias se proliferem na boca do seu pet, evitando, assim, o surgimento de problemas mais sérios, como a formação de placas bacterianas, tártaro e gengivite. O acúmulo de bactérias pode gerar a formação de placa e, em seguida, o tártaro.

Quando o tártaro já estiver presente na boca do seu animal, nada que você fizer vai poder eliminá-lo. Será necessário extrair os dentes do bichinho em uma clínica veterinária. Esse procedimento é complicado; é uma cirurgia e requer anestesia.

A gengivite, por sua vez, instala-se a partir do tártaro e é fácil de ser percebida pela aparência mais avermelhada que confere à gengiva do animal. Além disso, pode haver possíveis sangramentos.

O melhor é escovar os dentes do seu bichinho todos os dias, não é verdade? Assim, ele não terá que passar por momentos que podem ser um pouco dolorosos.

2. Proporcione a seu cachorro uma alimentação seca e saudável

Uma alimentação saudável pode evitar o surgimento precoce de tártaro em seu cão. Por isso, o ideal é que seja oferecida uma ração seca de alta qualidade ao seu pet, já que, além de evitar resíduos, ela tem a função de polir os dentes. Outra dica é manter uma vasilha com água perto do cachorro para que ele hidrate-se e, ao mesmo tempo, mantenha os dentes mais limpinhos. Consulte seu veterinário de confiança para saber a melhor ração para alimentar seu pet.

3. Dê frutas e legumes a seu cão

Algumas frutas e legumes podem promover uma limpeza nos dentes do animal, evitando a halitose. Os cães gostam de roer e comer alimentos duros. Certas frutas e legumes, além de nutrir, têm a função de limpar os dentes.

Esses alimentos eliminam as placas bacterianas e cuidam das gengivas e dos dentes do seu animal de estimação. Entre eles, podemos citar a cenoura, a maçã, a pera, a beterraba. É importante, porém, que você consulte o veterinário do seu pet para saber quais alimentos ele pode consumir.

4. Ofereça petiscos industrializados

Determinados petiscos têm a função de limpar os dentes. Eles são encontrados facilmente em pet shops em vários formatos, sabores e texturas. Como os cachorros gostam de estar sempre roendo alguma coisa, principalmente algo que se assemelhe a um osso, petiscos são uma ótima sugestão para ajudar amenizar o mau hálito do cão.

Eles contribuem, assim como as frutas e legumes mais duros, para a retirada de sujeira dos dentes. Os cães adoram esse tipo de guloseima, mas lembre-se de não exagerar na dose, visto que esses alimentos engordam. Deve haver um limite diário no consumo.

5. Disponibilize brinquedos para seu pet

Brinquedos bem duros feitos especialmente para cães são ótimos para entretê-los, bem como para remover a sujeira dos dentes. Um animal pode ficar por horas interagindo com eles.

Produtos como esses podem ser encontrados facilmente em pet shops, em vários formatos e tamanhos. Os mais indicados para essa função são os fabricados com nylon ou borracha natural.

6. Consulte um especialista

Não hesite em buscar a opinião de um veterinário quando identificar um cachorro com mau hálito. Esse profissional é o mais adequado para examinar seu pet e dar a você as orientações necessárias para tratar o problema.

Como já dito anteriormente, a halitose pode estar relacionada a questões mais sérias. Por isso, lembre-se: é importante que seu cãozinho possa contar com um acompanhamento médico.

Como você pôde ver neste post, existem várias formas de tratar um cachorro com mau hálito. E quanto mais cedo você tomar as medidas de prevenção, menos seu cão vai lidar com efeitos desagradáveis que podem fazê-lo sofrer. Cuide do seu pet, ele merece todo o cuidado e atenção!

E você, gostou deste post sobre como tratar a halitose em cães? Ele foi bem útil, não é mesmo? Continue conosco e tenha mais informações sobre a saudabilidade de alimentos especiais que você pode inserir na dieta do seu melhor amigo!

 

Quer fazer uma renda extra trabalhando em casa? Revenda produtos pet. Temos bifinhos maravilhosos para o hálito.

Fique por dentro das novidades