Semana passada falamos sobre cães seniores, e chegou a vez dos amantes de gatos saberem os cuidados que devem ter com os gatos mais idosos.

Idade Avançada

Se tratando da idade em que os felinos atingem a fase mais idosa, gatos são seres que têm uma vida até longa, tendo uma média de expectativa de vida de 18 anos, em alguns casos podendo chegar aos 20. Com isso em mente, se seu gato chegou aos 12 anos, é essa a média de faixa etária para os gatos seniores.

Alimentação

A primeira questão a ficar atento é a alimentação do gatinho, pois esteticamente, os gatos conservam uma aparência juvenil, mas seus órgãos, músculos e ossos trabalham de maneira mais lenta com o avanço da idade, por isso eles podem correr risco de obesidade com o metabolismo estando mais lento. Uma dica seria mudar a ração para algo mais light ou orgânico, para que o gato não tenha problemas para digerir ou ter propensão a engordar e ter dificuldades para se locomover. Da mesma forma que os cães idosos podem ter dificuldade para mastigar por conta dos dentes estarem mais frouxos, umedecer a ração, também é uma forma de ajudar na alimentação do felino.

 

Mesmo em uma idade mais avançada, é importante manter o pet saudável, estimular o gato com brincadeiras regulares, para que ele não se desanime, é um jeito de mantê-lo ativo. Além de respeitar as horas de sono do bichinho, pois com a idade, é importante deixá-lo dormir durante o tempo que sentir vontade, para não estressar o animal.

Cegueira e Surdez

Algo que pode acontecer, e deve-se prestar atenção principalmente nos gatos, é questões como cegueira e surdez. Os gatos por si só, são animais com esses sentidos muito apurados e sensíveis, com a idade mais avançada, eles podem ficar um pouco desorientados dentro de casa, então observe com cuidado para ver se seu gatinho está com dificuldades para encontrar os lugares onde dorme, ou costuma comer. Tendo a certeza que o gato está com certa dificuldade para se orientar, adaptar os lugares para que ele consiga se localizar melhor, como tutor do felino, veja o que funciona melhor para ele, se será necessário mudar os locais para facilitar o acesso do gatinho aos lugares, limitar o acesso a lugares mais altos para evitar quedas, pois com a idade, os gatos começam a perder a mobilidade, e os saltos que costumavam pular, podem não ser os mesmos, então é melhor não arriscar uma queda, e colocar uma escadinha ou apoio para ajudar o gato nas escaladas.

 

As visitas ao veterinário também devem ser constantes, para monitorar o animal, verificar se está tudo certo, ficar atento para mudanças no comportamento e aparência do felino, como perda de pelos, emagrecimento, ou obesidade. Outra doença que pode acometer os gatos é a depressão, por conta da falta de energia e disposição, eles podem se sentir acuados, por isso é importante motivar o bichinho a se exercitar, mesmo que de maneira moderada, até para acompanhar o ritmo do animal. Algumas complicações que podem ocorrer são problemas cardíacos, perda de dentes que podem acarretar em dificuldades para se alimentar normalmente, além de doenças renais, que são muito comuns em gatos acima dos 12 anos.

Cuidado com as visitas

Gatos idosos, são mais sensíveis a pessoas estranhas, e a barulhos, então se seu gato não correr logo que ouve o barulho da ração ser colocada no pote, a dica é facilitar o deslocamento do bichinho, e servir próximo de onde ele estiver, como podem ter problemas de audição com a idade, pode ficar difícil para obedecerem ou reagirem a algum som. Quanto a pessoas estranhas, os velhinhos ficam mais manhosos com a idade, e não deixam qualquer pessoa interagir com eles, pois preferem se acomodar com quem já convivem no dia a dia, quando receber visitas, avise sobre a individualidade do animal, e que ele pode não ser muito receptivo com humanos ou outros animais que não conhece.

 

Durante estações frias, é importante manter o velhinho aquecido com cobertores e almofadinhas extras, pois gatos idosos são mais friorentos, e acima de tudo, esteja ao lado do seu pet, e lhe dê muito amor e carinho durante essa fase importante da vida. Animais de estimação idosos precisam de muita atenção e cuidados, para que se sintam amados até o fim.