Como amantes de cães que somos, queremos oferecer o melhor para eles na idade mais avançada, por isso criamos esse guia com algumas dicas de como tratar e cuidar melhor do seu cãopanheiro quando ele atingem a idade mais avançada. Vamos lá?

Quando os cães atingem a idade avançada?

Em média varia a idade idosa dos cães de acordo com a raça, mas no geral é a partir dos 8 anos de idade que ele começa a dar sinais de envelhecimento. Cães idosos não são cães incapazes, você pode e deve manter sua rotina, apenas adaptar algumas atividades, em vista do cachorro não ter a mesma disposição e energia para correr o mesmo que antes, entre realizar outras atividades e brincadeiras.

 

Diminuir o passo quando for passear, diminuir o tempo de brincadeiras muito agitadas, são alguns exemplos de cuidados diferentes para cães idosos. 

Idosos e Crianças

Outra questão é sobre se relacionar com outros pets. Cães de mais idade, tendem a dormir mais, e serem mais individualistas, e gostarem de passar mais tempo no seu canto, sem ninguém incomodando. Juntar um cão mais jovem e agitado pode não ser uma boa ideia, pois o cão sênior não tem mais tanta energia para ficar pulando e correndo, e isso pode prejudicar sua saúde, pois com a agitação do cão jovem, o sênior pode se irritar e se tornar agressivo por ter seu descanso interrompido.

 

Os cuidados com a saúde do cão sênior devem ser redobrados, na intenção de evitarem possíveis complicações, no caso da alimentação, se atentar para o cão que pode estar com problemas de dentição, ou até com falta de alguns dentes. Uma dica seria amolecer sua ração com um pouco de leite, caso o cachorro demonstre estar com dificuldade de mastigar a ração normalmente. 

 

As idas ao veterinário também devem ser aumentadas no intuito de conferir se a saúde do cão velhinho está bem, e se não precisa de algum cuidado extra. Ficar de olho na exposição ao Sol, criar uma rotina de massagens e escovações para manter sua pelagem sem problemas. Manter o cão longe de lugares com temperaturas muito extremas ou correntes de ar, além de cuidar para lugares em que ele possa escorregar e se acidentar, evitar lances de escadas muito grandes, e até se possível em casa adaptar certos lugares para que o cão idoso não tenha dificuldades de mobilidade, e corra o risco de algum acidente.

 

Seguindo recomendações do seu veterinário, e cuidando sempre da saúde e bem estar do seu pet, essa fase mais idosa será muito bem aproveitada. Cães idosos são muito parecidos com humanos idosos, e merecem o melhor tratamento na melhor idade.