Como alavancar o movimento do seu pet shop no inverno - docg.

Como alavancar o movimento do seu pet shop no inverno

Durante o inverno, o investimento em cuidados com os pets costuma cair. Isso porque, com o tempo frio, muitos tutores aderem ao banho seco ou preferem fazer esse serviço em casa.

O cenário não é incomum em outros segmentos. As pessoas costumam diminuir a frequência também em academias, bares e baladas. O comércio, no geral, sofre uma queda nesse período.

No caso dos empreendimentos voltados a saúde e ao bem-estar dos bichinhos, existem algumas alternativas para manter a lucratividade durante a baixa temporada. Confira agora o que você pode fazer para garantir que as contas do seu pet shop fiquem equilibradas o ano todo!

Investimento em produtos

Quando pensamos nos cuidados com os pets, as roupinhas, camas e cobertores geralmente não são os primeiros itens que vem a nossa mente. No entanto, eles merecem destaque no tempo frio.

Muitos bichinhos sentem os efeitos das baixas temperaturas e isso faz com que os donos busquem por alternativas que mantenham seus pets aquecidos.

Oferecer alternativas charmosas e originais chamam a atenção dos tutores e despertam o interesse até mesmo daqueles que ainda não tinham pensado em realizar esse tipo de compra.

Também é importante apostar em variedade. Há pets de todos os tamanhos, aqueles que têm suas próprias casinhas e os que dormem dentro de casa. Todos merecem o conforto de cobertinhas e caminhas quentinhas.

As capas de chuva, os moletons e casacos também são acessórios bastante úteis, especialmente para os passeios.

Alternativas em higiene e saúde

Se no verão os bichinhos sofrem com os efeitos da alta temperatura e os tutores têm que recorrer a tapetes gelados, remédios para carrapatos e alternativas para dermatites, no inverno é hora de se preocupar com a tosse e a gripe.

Assim como os humanos, gatos e cachorros também sofrem de doenças respiratórias. Os donos mais preocupados começam a buscar um meio de proteger seus animais das enfermidades típicas da estação.

Por isso, é interessante investir em vacinas de gripe e na parceria com um médico veterinário para poder realizar a aplicação no seu pet shop. Oferecer produtos para manter a higiene do animal nesse período, como o banho seco, também é uma opção inteligente para o inverno.

No entanto, não esqueça de manter seus clientes informados das ações específicas para essa estação. Invista em promoções e no meio digital, como as redes sociais, para atrair e divulgar os seus serviços.

Serviço especializado em alimentação

A Associação Brasileira da Indústria de Produtos Para Animais de Estimação (ABINPET) estima que mais de 60% do faturamento do mercado pet no Brasil — o terceiro maior do mundo — corresponde à alimentação dos pets.

Mas não é somente por uma ração de qualidade que os donos buscam hoje em dia. A alimentação natural vem se popularizando cada vez mais. Preocupados com a saúde dos animais e na busca por combater problemas de pele comuns em muitos cachorros — sejam de raça ou não —, os tutores procuram investir em um cardápio balanceado.

As marmitas para pets já são uma realidade e você pode oferecer esse serviço no seu negócio. Em parceria com um médico veterinário ou até mesmo uma nutricionista, é possível ofertar um serviço de entrega desses alimentos. A vantagem é que, como é produzido sob demanda, o grosso do investimento fica por conta da divulgação.

Aqui, a criatividade é o limite. Você pode oferecer pacotes mensais, quinzenais ou semanais, além de mesclar com a compra de rações de qualidade. Assim, o cliente pode optar pela compra de um saco de ração e um pacote quinzenal para que o animal não rejeite nenhum tipo de alimento.

Uma outra ideia é manter algumas dessas marmitinhas no seu pet shop para que, eventualmente, as pessoas se sintam instigadas a experimentar.

Como você pode ver, priorizar a qualidade e originalidade em produtos e serviços para os cuidados com os pets funciona quase que como uma fórmula mágica para garantir a sustentabilidade do negócio — mesmo nos períodos em que se espera uma queda nas vendas.

E aí, gostou do conteúdo do post? Então continue se informando sobre como manter o negócio aquecido e confira 6 dicas valiosas para aumentar as vendas no mercado pet!

Fique por dentro das novidades