Aprenda a acalmar animais que têm medo de fogos de artifício! - docg.

Aprenda a acalmar animais que têm medo de fogos de artifício!

Seu animal de estimação tem medo de fogos de artifício? Pois saiba que esse é um problema é muito comum, e que se torna ainda mais recorrente durante as festas de fim de ano, época em que a utilização desse tipo de explosivo é muito comum e já é vista como uma tradição nos quatro cantos do mundo.

Embora a utilização de fogos de artifício que não emitem sons já esteja em discussão e até seja lei em alguns municípios ao redor do globo, a realidade é que a maioria esmagadora dos lugares ainda utiliza aqueles que fazem um grande barulho. Com isso, os animaizinhos sofrem, podendo causar danos à saúde.

Felizmente, existem algumas atitudes que podemos tomar para proteger os nossos amigos desse problema e tornar o período de festas mais tranquilo para eles. Portanto, continue com a leitura e confira nosso post sobre o assunto, em que discutiremos métodos para aliviar a tensão e tornar as comemorações muito mais especiais para os peludinhos.

Por que os animais de estimação têm medo de fogos de artifício?

Os fogos de artifício são maravilhosos e fazem uma verdadeira paisagem no céu durante as comemorações, especialmente no fim de cada ano. A tradicional queima de fogos à beira-mar é, inclusive, televisionada em todo o planeta, sendo vista como uma importante atração turística em algumas localidades.

No entanto, para os animais de estimação, esse período é um verdadeiro estresse. Apesar de durar poucos minutos, é tempo suficiente para causar um grande estrago na saúde e no emocional de nossos amigos de quatro patas.

Isso acontece por causa da audição, tanto de cães quanto de gatos, que é muito mais aguçada do que a do ser humano. Os cachorros conseguem ouvir sons até 40.000 hertz, já os felinos podem captar frequências de até 65.000 hertz, em média.

Isso significa que, além de conseguirem ouvir muito mais do que nós, os animais têm uma capacidade de captar as frequências em volumes muito superiores ao ouvido humano, que consegue ouvir apenas até 20,000 hertz. Isso faz com que o som dos fogos de artifício seja extremamente alto para eles.

Quais são as possíveis consequências e riscos para esse medo?

Ouvir os sons com muito mais intensidade pode ser tão traumático que isso impacta diretamente no organismo de nossos animais. Algumas das ocorrências mais comuns incluem:

  • perda de audição;
  • desmaios;
  • convulsões; 
  • infartos.

Esse tipo de problema, principalmente o infarto — também conhecido como ataque cardíaco —, pode trazer consequências gravíssimas, inclusive o óbito. Infelizmente, alguns cães podem falecer devido ao medo intenso do barulho, mesmo que estejam completamente saudáveis.

Outra consequência grave é a ocorrência de fugas. Desorientados, os animais acabam escapando de suas residências, podendo se perder ou sofrer acidentes, principalmente atropelamentos.

Como podemos lidar com o medo de fogos de artifício nos pets?

Já deu para perceber que é muito importante proteger os nossos amigos peludos e tentar acalmá-los durante a queima de fogos, não é mesmo? Uma das principais dicas é sempre estar presente no momento, fornecendo todo o carinho necessário e ajudando o seu bichinho no que ele precisar.

No entanto, nem sempre é possível pular os compromissos e, às vezes, o animalzinho precisa estar sozinho na virada de ano. Por isso, confira as nossas dicas para tornar esse período menos estressante para os pets:

Acostume-o com os sons com antecedência

Uma boa dica para tornar o momento menos traumático é acostumar o animal, seja ele um cão ou um gato, com os ruídos bem antes do momento realmente chegar. Para isso, busque áudios de queimas de fogos — o YouTube é uma boa alternativa — e coloque para tocar enquanto você acaricia o seu animalzinho. A cada dia, aumente um pouco o som até que fique bem alto, fazendo com que ele vá se adaptando aos sons.

Utilize tampões nos ouvidos

Normalmente, os tampões de ouvido são utilizados por pessoas que não conseguem trabalhar com a distração ocasionada por sons externos ou que têm dificuldade para dormir com o barulho causado pela vizinhança. No entanto, eles também podem ajudar a acalmar o seu pet, diminuindo o som dos fogos e tornando-os menos assustadores.

Caso você não tenha um abafador de sons em sua casa, não se preocupe: o bloqueio do som pode ser feito com algodões. Lembre-se de não colocá-los muito para baixo para evitar problemas, certo?

Distraia o animal de estimação

Pode parecer difícil manter a calma, mas saiba que os animais conseguem sentir a nossa ansiedade. Por isso, fique tranquila e não demonstre estar com medo de que ele se assuste durante a queima de fogos. Aja naturalmente e torne o momento divertido para seu amiguinho.

Promova brincadeiras que ele gosta um pouco antes da meia-noite e deixe-o bastante feliz e confortável. Isso fará com que ele se prepare melhor para os momentos de maior barulho que estão por vir.

Mantenha-o sempre seguro

Como vimos, as fugas de animais de estimação são um dos possíveis problemas que podem ocorrer devido ao barulho dos fogos. Por isso, toda medida de segurança é pouca e, portanto, mantenha as portas e janelas bem fechadas para evitar possíveis escapadas — isso também ajuda a abafar os sons.

Além disso, tire do alcance do animal tudo aquilo que possa fazer com que ele se machuque. Às vezes, durante o medo, eles podem correr e bater em móveis ou objetos cortantes, causando acidentes. Isso é ainda mais importante caso você não esteja no local durante a queima de fogos.

Crie um refúgio para o seu amigo

Para os animais, é muito importante ter um ambiente considerado seguro. Esse refúgio servirá para deixá-lo mais confortável durante o período estressante e barulhento da virada de ano.

Encontre um lugar que ele gosta de se esconder e coloque sua caminha, paninhos e brinquedos familiares por lá. Ajude-o a se manter escondido e confortável, reduzindo todo o som possível daquele cômodo — panos nas frestas das portas e janelas também podem ajudar — e reduzindo um pouco a luz do ambiente, para que fique mais tranquilo.

Deixe um eletrônico ligado

Outra dica para deixar o ambiente mais confortável é deixar algum eletrônico ligado, principalmente caso você não esteja presente no momento da queima dos fogos. Geralmente, isso inclui coisas com sons repetitivos aos que o cão ou gato esteja habituado, como ventiladores.

Deixar uma televisão ou rádio ligado também pode ajudar a acalmar o seu companheiro, principalmente se ele estiver sozinho. Há diversas playlists com músicas relaxantes, mas sintonizar em programas com pessoas conversando, como um filme, também pode ajudar.

Agende uma consulta com o médico veterinário

Por fim, mas não menos importante, devemos salientar a importância do agendamento prévio de uma consulta com um médico veterinário de confiança. Esse profissional fornecerá as dicas necessárias para ajudar o seu animalzinho que tem medo de fogos de artifício, além de examiná-lo em busca de possíveis problemas.

Além disso, em casos mais extremos, o veterinário pode prescrever o uso de medicamentos sedativos, calmantes ou até mesmo florais que tranquilizam o animal de modo mais natural.

Como podemos perceber, o medo de fogos de artifício é um problema bastante recorrente entre cães e gatos e também muito sério. Por isso, ele pode acarretar em consequências graves para a saúde e para a integridade física de nossos animaizinhos e tentar amenizar esse medo é muito importante para deixa-lo mais confortável e feliz nas comemorações que utilizam os fogos.

Conhece mais alguém que tenha um bichinho de estimação? Então, que tal compartilhar as nossas dicas em suas redes sociais para que outros tutores também fiquem por dentro da importância desses cuidados? Assim, você ajuda outros bichinhos nesse momento tão difícil para eles. 

Fique por dentro das novidades