Como fazer areia para gato? Confira 4 dicas - docg.

Como fazer areia para gato? Confira 4 dicas

Nas lojas especializadas em cuidados com animais de estimação, atualmente existem dezenas de tipos e de marcas diferentes de granulados higiênicos para gatos. A variedade de opções e de preços é tão grande que, muitas vezes, fica difícil saber qual é a escolha certa.

Mas, além dos produtos industrializados, hoje em dia muitos tutores estão investindo em soluções caseiras, aprendendo como fazer areia para gato com materiais alternativos e reciclados.

Desde filhotes, os gatos desenvolvem o instinto de fazer suas necessidades na areia e enterrar tudo em seguida. Eles fazem isso porque, na natureza, essa é uma forma eficaz de cobrir seus vestígios e evitar que predadores os encontrem pelo olfato.

Nos pet shops, os granulados mais comuns nas prateleiras são feitos com matérias-primas como argila, madeira e farinhas de cereais. A sílica, de custo mais elevado, é uma novidade no mercado. Cada tipo de material traz diferentes benefícios e desvantagens que os tutores devem levar em conta na hora de escolher qual produto comprar, sempre contando com a ajuda de um profissional veterinário.

Mas, na hora de pesar os prós e os contras, igualmente vale a pena considerar as alternativas que podem ser feitas em casa. Algumas receitas, preparadas com materiais baratos e fáceis de encontrar, mostram-se mais absorventes e eficientes no controle de odores do que os produtos comprados prontos. Além disso, podem ser também mais sustentáveis e oferecer menor impacto ao meio ambiente e à saúde do gato.

Para ter mais opções na hora de escolher o melhor banheiro para o seu felino, abaixo, conheça 4 misturas caseiras para a caixa de areia do seu amigo e entenda quais vantagens elas podem trazer para a sua casa!

1. Farinha de mandioca

Uma opção muito simples para forrar a caixa sanitária do gato é utilizar farinha de mandioca. Esse alimento, quando usado como único material na caixa do gato, consegue transformar a urina em torrões bem firmes e fáceis de retirar.

Além disso, ele tem a vantagem de ser um produto biodegradável, ou seja, não vai agredir o ambiente quando for descartado. Assim, na hora de retirar as sujeiras, é possível jogar a farinha no vaso sanitário e apenas dar a descarga, diminuindo a quantidade de lixo produzida na sua casa.

Além de ser usada sozinha, a farinha de mandioca também pode ser misturada a outros tipos de granulados higiênicos, potencializando suas qualidades. Deve-se dar preferência à farinha de mandioca grossa. Na maioria das cidades, é possível comprar esse produto no atacado, diminuindo seu custo.

A farinha de textura mais fina tem a desvantagem de soltar um pó que pode sujar o ambiente e incomodar o gato. Outro ponto negativo é que alguns animais podem gostar do cheiro da farinha e acabar querendo comer o conteúdo da caixa.

2. Fubá

O fubá é outro ingrediente comum na cozinha de qualquer casa que pode ser usado na caixa de areia dos pets. Quando entra em contato com a urina, essa farinha de milho forma blocos bem firmes que tornam a retirada da sujeira muito mais simples.

Ao usar o fubá, o ideal é misturá-lo com um pouco de farinha de mandioca para aumentar o rendimento e a relação custo-benefício, além de somar as vantagens de cada um deles.

3. Areia comum

Ao invés de comprar as misturas granuladas no pet shop, você e seu gato podem recorrer à areia normal, aquela mesma utilizada em obras. Você pode encontrar a areia comum em lojas de ferragens e de material de construção.

Essa opção pesa menos no bolso, no entanto não oferece tantos benefícios em relação à formação de torrões ou ao controle dos odores. Para melhorar o seu resultado, a areia pode ser combinada a outros elementos. A fim de agir no combate aos cheiros desagradáveis da caixa sanitária, você pode, por exemplo, misturar a areia com bicarbonato de sódio.

Caso escolha essa opção para o banheiro do seu companheiro, é importante comprar a areia em lojas próprias e peneirar antes de colocar na caixa. Nunca pegue a areia em locais públicos, como praias, praças ou em construções, pois ela pode levar sujeiras, bactérias e fungos para dentro da sua casa e acabar deixando o seu gatinho seriamente doente.

4. Jornal

Se você tem um pouco de tempo a mais para preparar uma solução caseira diferente, uma receita que combina jornal e bicarbonato de sódio pode ser uma boa opção. Trata-se de uma fórmula que reutiliza um material que iria para o lixo e não agride o meio ambiente.

A receita, bem popular em sites dedicados a tutores de gatos, é simples de fazer. Comece rasgando o jornal em tiras finas, coloque esse papel em um balde com água morna, um pouco de detergente neutro e deixe repousar por uma a duas horas.

Na sequência, escorra toda a água do balde utilizando um pano ou peneira, coloque mais água morna e escorra novamente. Isso vai retirar o excesso tanto de tinta do papel quanto de detergente.

Em seguida, misture essa massa de papel com o bicarbonato de sódio e deixe secar por aproximadamente dois dias antes de utilizar. Você pode fazer esse preparo em grande quantidade e armazenar o suficiente para vários dias. O resultado será um produto macio, que não machuca as patas do pet e deixa o ambiente protegido dos odores por conta da ação do bicarbonato.

Antes de adotar qualquer areia diferente para o seu gato, não deixe de consultar um veterinário. Além disso, gatos são animais exigentes e cheios de vontade própria. Se perceber que seu companheiro não gostou da nova opção e não está fazendo as necessidades regularmente, não insista!

Segurar a urina ou as fezes pode fazer muito mal ao pet e levar a complicações. Afinal, nós podemos oferecer uma opinião, mas quem deve dar a palavra final sobre a caixa de areia é ele.

Aprender como fazer areia para gato pode ser um ótimo caminho para ajudar a diminuir os gastos com o bichano e oferecer a ele um granulado que agrade mais. Mas lembre-se que o mais importante é se certificar de que sua saúde e seu bem-estar estão sendo preservados.

Quer ficar por dentro de mais informações relevantes e curiosidades interessantes sobre o mundo dos pets? Siga nossas páginas no Facebook e no Instagram e não perca nossas atualizações!

Fique por dentro das novidades